Releases - Imprensa

Custos condominiais sofreram aumento de novembro

Publicado em: 17/01/2017

IPEVECON registra variação de 9,07%

A Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) divulgou os índices de mercado referentes ao mês de novembro. O valor dos condomínios de São Paulo apresentou alta 9,07% de acordo com o Índice Periódico de Variação de Custos Condominiais (IPEVECON).
 
O aumento deste mês já era esperado devido as despesas condominiais nesta época, que incluem aumento significativo da folha de pagamento e recolhimento de encargos. 
 
Com a variação do mês, o cálculo acumulado do índice de custos condominiais chegou a 7,78% nos últimos doze meses e o IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado), no mesmo período, registrou aumento de 7,13%. 
 
Com relação às despesas condominiais, o consumo de água teve aumento de 2,65%, tendência que vem se apresentando desde o final do período de racionamento. Os custos com pessoal (15,07%) e encargos sociais (8,92%) representam a maior parte das despesas. 

IPEMIC
 
O Índice Periódico de Mora e Inadimplência Condominial (IPEMIC) do mês de novembro registrou índice de mora no pagamento de cotas condominiais (atraso até o 30º dia) de 6,85%. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, representou aumento de 6,62%, em pontos percentuais.
 
O valor relativo à inadimplência do mês, com base em setembro de 2016 (não pagamento do 31º ao 90º dia após o vencimento) atingiu 3,10%. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, obteve queda de 0,25% pontos percentuais em relação à setembro de 2015 (3,35%).

 

Outros releases | Ver todos

Ações de cobrança de condomínios têm queda de 50% em 2016

17/01/2017

Com a mudança nos critérios do Novo Código de Processo Civil, as ações de cobrança de condomínios por falta de pagamento foram caindo durante todo o ano de 2016, que registou 5013 ações, contra 10.093 em 2015. Comparando o acumulado de 2... Ver mais [+]

Proad certifica administradoras de condomínios de São Paulo

06/12/2016

Vinte e cinco por cento dos condomínios da capital paulista são administrados por empresas certificadas pelo programa A administração de condomínios exige conhecimentos legais e técnicos, além de gestão de processos, controles e transpar&e... Ver mais [+]